Blog do Pr. Afrânio

O PASTOR "BOLA DE FOGO"

Enganando-se,Querendo ficar enganado,Aceitar o engano…

 

shalom-7-0161Veja o que diz o apóstolo Tiago: “Despojando-vos de (rejeitando terminantemente) toda impureza e acúmulo de maldade, acolhei com mansidão (disposição de receber instrução) a palavra em vós implantada, a qual é poderosa para salvar as vossas almas.  Tornai-vos, pois, praticantes da palavra, e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos.”(Tiago 1:21,22)

Será possível imaginar algo mais estúpido do que enganar-se a si mesmo?  Jesus focalizou esse mal ao dizer: “Por que me chamais, Senhor, Senhor, e não fazeis o que vos mando?”(Lucas 6:46).  Se você faz isso, é claro que você está enganando-se a si mesmo, e é o mal de toda a religiosidade.    Toda religião cultiva este mal pois, faz com que a pessoa não é honesta perante Deus: ela aparenta uma coisa mas no íntimo é algo contrário.   É fácil observar isso na conversa da mulher de Samaria com Jesus.   Logo que Jesus disse-lhe: “Vai, chama teu marido e vem cá”(João 4:16), ela levou um susto tão grande (pois viu que Jesus conhecia a vida dela) que ela mudou o assunto para adoração a Deus: “Senhor, Vejo que tu és profeta.  Nossos pais adoravam neste monte; vós, entretanto, dizeis que em Jerusalém é o lugar onde se deve adorar”(v.19,20).  É assim que opera a sutileza do engano, pois, em efeito, ela disse: esqueça – não atenta para – como eu sou de verdade, no íntimo, mas, por favor, observe como sou religiosa. Jesus mostrou à mulher que, para Deus, o essencial é o que somos de verdade: “Deus é espírito; e importa que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade”(João 4:24). Quero considerar dois casos que me apareceram esta semana.

O primeiro caso que mostra a sutileza do engano: Uma irmã enviou-me um e-mail dizendo que não podia perdoar um sobrinho por um mal.   Por que ela ‘não podia’? Jesus ensinou: “Pai, perdoa-nos as nossas dívidas(ofensas) ASSIM COMO NÓS temos perdoado aos nossos devedores”(Mateus 6:12).  Por conveniência e engano, procuramos não aceitar a reciprocidade da vida em Deus, mas Jesus disse: “Com o critério com que julgardes, sereis julgados; e com a medida com que tiverdes medido vos medirão também. Por que vês tu o argueiro no olho de teu irmão, porém não reparas na trave que está no teu próprio? (…) Hipócrita, tira primeiro a trave do teu olho e então verá claramente para tirar o argueiro do olho de teu irmão.”(Mateus 7:2-5).   O problema da irmã não foi que ela ‘não podia perdoar’, o problema é que ela ‘não queria perdoar’.

Ora, necessitamos entender porque ele ‘podia’, isto é, tinha toda condição de perdoar: ela ‘já foi perdoada de todas as suas ofensas’ em virtude da vida e morte de Jesus na Terra.  Ele “O Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo”(João 1:29) removeu a operação do pecado, da morte e da corrupção na vida de todo aquele que nele crê.  Por isso Pedro diz: “Por suas preciosas e mui grandes promessas (…) vos torneis co-participantes da natureza divina, livrando-vos da corrupção das paixões que há no mundo(2 Pedro 1:4).  A nova natureza que recebemos por fé em Jesus é a condição de vivermos como Deus vive, e Ele vive perdoando-nos toda ofensa(Lam.3:22,23).  O engano é dizer que não podemos, isso ou aquilo, quando, de verdade, o problema é que ‘não queremos’, pois, segundo a vida de Deus em nós, podemos tudo. Por isso João diz: “Maior é aquele que está em vós do que aquele que está no mundo”(1 João 4:4b).  Não temos como nos desculpar, pois Jesus já venceu TUDO por nós (João 16:33).

O segundo caso que mostra a sutileza do engano: Uma irmã ligou para mim pedindo ajuda pois se diz ‘muito vulnerável’. Claro que eu disse-lhe que não é assim, e que, o problema é que todos nós somos o que cremos que somos.  Por que ela me ligou?   Porque o Espírito Santo a mostrou que necessitava fugir de uma situação que estava a destruindo.  O problema é que, em razão do engano, ela procura se mostrar vítima, quando o fato é que por dentro ela quer proceder no mal, mas procura mostrar outra coisa.  O apóstolo Tiago diz que “se alguém é ouvinte da palavra e não praticante, assemelha-se ao homem que contempla num espelho o seu rosto natural; pois a si mesmo se contempla e se retira, e para logo SE ESQUECE DE COMO ERA a sua aparência”(Tiago 1:23,24). O que temos de entender é que ‘esquecer (por conveniência qualquer) de como somos’, não muda nada, continuamos como somos de fato.   Como sempre dissemos: Quando você ouve o Espírito, tudo muda. 

Jesus mostrou, claramente, como é o “enganar-se a si mesmo”: “O que ouve e não pratica é semelhante a um homem que edifica a casa sem alicerces”(Lucas 6:49). Como você constrói a casa da sua vida?  Escrevo isso pois não quero ver a sua ruína quando você “dará contas de si mesmo a Deus”(Romanos 14:12). E você tem consciência de que, você dará contas a Deus?  Você dará contas da “medida da fé que Deus te repartiu” (Romanos 12:3b), porque Deus lhe deu a fé para você poder viver na realidade da vitória que Jesus conquistou por você(João 16:33). Por isso o Espírito Santo sempre nos alerta contra o engano, pois Deus cuida de nós como disse o apóstolo Tiago: “É com ciúme que por nós anseia o Espírito que ele fez habitar em nós?” (Tiago 4:5).  Precisamos OUVIR sempre o que diz o Espírito em nosso íntimo.

Ao concluir a parábola das Dez Virgens (Mateus 25:1-13) Jesus recomenda: “Vigiai porque não sabeis o dia nem a hora” em que se ouvirá “Eis o noivo! saí ao seu encontro”.   Deus deu tempo para cada um ‘preparar a sua lâmpada”(v.7), mas não havia como as cinco virgens néscias estarem preparadas para entrar na eternidade.  Por que não?  Porque viveram no engano, achando que tudo estava ‘em ordem’, mas a única coisa que dava para manter acesa a lâmpada – “o azeite”(v.3) – lhes faltava.  As virgens prudentes tinham com que prepararem as suas lâmpadas.  Eu vivo ouvindo o grito: “Eis o noivo!” soando no meu espírito, e preparo a minha lâmpada em todo momento suprindo-me do Espírito.  E você?  O grito já está soando no ouvido do seu coração?   Você está preparando a sua lâmpada?

 

Navegação de Post Único

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: