Blog do Pr. Afrânio

O PASTOR "BOLA DE FOGO"

Seja grato a DEUS por aquilo que você ainda vai receber! 29º DIA DO JEJUM DO IMPOSSÍVEL 16/05

É pratica quase comum e obrigatória agradecer as bênçãos recebidas. Bens conquistados, saúde, família, etc. Você já fez isto este ano?

Mas e quando as bênçãos esperadas não vêm? O que fazer?

Em um tempo onde as pessoas procuram por Deus sempre pensando em receber algo em troca, esta é uma questão a se pensar. Alguém já disse certa vez que “muitos são atraídos para a mesa do Mestre não para ter comunhão e intimidade com Ele, mas para desfrutar do que está sobre ela”.

O livro de Habacuque pode nos ajudar a entender um pouco mais sobre como agradecer a Deus também pelas bênçãos não recebidas. Habacuque foi o primeiro profeta a impugnar a Deus e não a Israel e viveu em uma época onde a situação de Judá era de maldade e injustiça. Algo muito parecido com um país que conhecemos hoje.

Nesta situação, ele colocou sua primeira queixa contra Deus querendo uma solução para o problema do seu povo (1:2-4). Não conseguia entender o porquê de o povo estar numa situação tão ruim e Deus não intervir.

Muitas vezes esta é a nossa atitude com relação a Deus quando as coisas não acontecem da forma como esperamos. Questionamos, questionamos e questionamos.
Mas o que chama a atenção é a resposta que Deus dá a Habacuque (1:5-11). Ele diz que os babilônios seriam levantados para castigar os Judeus. Era uma resposta tão inesperada que o próprio Deus diz que se contasse isto antes, ninguém acreditaria. Era como se em resposta a uma queixa sua, Deus lhe dissesse: “o pior ainda está por vir”.

Quantas vezes oramos pedindo a Deus livramento, soluções, milagres, e parece que quanto mais oramos, mais as coisas pioram. Foi justamente isto que aconteceu a Habacuque. Por isto ele tem a atitude que a maioria de nós tem diante de circunstâncias como estas: não aceita a resposta e questiona Deus (1:12 –17).

A sua indignação é bastante peculiar ao nosso tempo. Muitas vezes não compreendemos como Deus usa nos seus planos pessoas “piores” do que nós que somos seus filhos. Como Habacuque, cobramos de Deus um tratamento mais digno, como se disséssemos: isto não é justo!

Deus então responde a Habacuque de forma definitiva ensinando para ele e para nós que ao invés de questionar, o que devemos fazer é agradecer pelas bênçãos não recebidas a partir de três atitudes:

1 – Disposição para ouvir (2:1,2) – Depois de muito falar Habacuque resolveu apenas ouvir e entender o que Deus lhe responderia. Muitas vezes pedimos demais, falamos demais, questionamos demais e por isso mesmo não conseguimos ouvir e entender o que Deus quer dizer. Não damos oportunidade para que aquilo que Deus deseja nos mostrar seja percebido, uma vez que a nossa comunicação com Ele é praticamente unilateral. Você já parou para avaliar se o tempo que gasta falando com Deus é proporcional ao que você gasta ouvindo e buscando entender o que Ele tem a lhe dizer?

2 – Esperar o tempo certo (2:3) – Vivemos sujeitos ao tempo, somos escravos do calendário, do relógio e da agenda e muitas vezes nos esquecemos que Deus não está sujeito a estas limitações. É isso que Deus ensina. As coisas acontecem no tempo certo. Não o nosso, mas o de Deus. Como diz o autor de Eclesiastes, “tudo neste mundo tem seu tempo; cada coisa tem a sua ocasião” (Ecl. 3:1). Se cremos que a nossa vida está sob a vontade soberana de Deus, esse tempo não é obra do acaso. Se aos nossos olhos parece que Deus está atrasado, veja o que Ele mesmo diz: “O tempo certo vais chegar logo; portanto, espere, ainda que pareça demorar” (Hab 2:3c).

3 – Viver pela fé (2:4) – Viver pela fé significa desfrutar o favor de Deus com ou sem benefícios temporais. O apóstolo Paulo anos mais tarde expressa bem esta realidade ao dizer que “essa pequena e passageira aflição que sofremos vai nos trazer uma glória enorme e eterna, muito maior do que o sofrimento. Porque nós não prestamos atenção nas coisas que se vêem, mas nas que não se vêem. Pois o que pode ser visto dura apenas um pouco, mas o que não pode ser visto dura para sempre” (II Cor. 4:17-18).

A experiência de Habacuque nos ensina a entender o significado de ter fé num Deus soberano. Mesmo com toda a situação adversa, ele expressa sua fé na presente atividade de Deus e nos desafia a enxergar para além das frustrações presentes.

Quando nos dispomos a ouvir a Deus, esperar o Seu tempo e viver pela fé percebemos assim como Habacuque que Deus não muda (3:3-15). Ele é o mesmo ontem, hoje e eternamente.

Devemos nos lembrar que o viver pela fé deve produzir em nós um coração grato ao Senhor, apesar do presente descontentamento, isto porque a verdadeira gratidão é resultado de quem Deus é, e não somente do que Ele faz por você.

Quando os cristãos foram perseguidos pelo Império Romano nos primeiros séculos, as narrativas nos dão conta que a grande maioria deles ao ser levada para a morte por causa da sua fé, o fazia cantando, louvando e adorando a Deus.

Com Jó foi assim, com Paulo e Silas na prisão foi assim e Habacuque nos ensina que conosco também deve ser assim: “Ainda que…. mesmo assim eu darei graças ao Senhor e louvarei a Deus, o meu Salvador.” (Hab. 3:17-18).

A verdadeira gratidão não é só a que se mantém viva quando a fé é correspondida, mas principalmente a que se mantém firme e se fortalece mesmo quando a resposta desejada não vem.

Ajude o Ministério Shalom e a CREIA  Realizar Missões no Piauí deposite qualquer quantia:

Banco: Caixa Econômica Federal

Agência: 0699

Op: 013

Conta Poupança: 00072844-0

* Pastor:Afrânio Medeiros

MINISTÉRIO ITINERANTE SHALOM (TERESINA – PI)

E-mail:pastor.afranio@yahoo.com.br

“O meu mandamento é este: que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei” Jo 15.1que 

Navegação de Post Único

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: